top of page

Desenvolvimento do Turismo em Teresópolis: Desafios e Oportunidades




Como professor universitário na área de Turismo e Gestão, conselheiro do Teresópolis Convention e consultor do SEBRAE neste setor, além de ter sido secretário municipal de turismo em Casimiro de Abreu e Teresópolis, é com profunda preocupação e senso de responsabilidade que abordo a questão do desenvolvimento do turismo em Teresópolis.

 

Teresópolis, com sua beleza natural deslumbrante, possui um potencial turístico inigualável. No entanto, para que esse potencial seja plenamente explorado de maneira sustentável e inclusiva, é imperativo que sejam implementadas políticas públicas eficazes e que haja uma forte atuação do associativismo empresarial.

 

Vale ressaltar que quem valoriza Terê é quem vem de fora ou teve a experiência de morar fora e voltar para Terê. Os locais não possuem sentimento de pertencimento e de valor por onde moram. Isso é muito ruim. É outro ponto que precisa ser trabalho. Lembrando sempre da frase: "a cidade só é boa para o turista, quando é boa para a população local". A frase destaca a importância de priorizar o bem-estar e a qualidade de vida dos residentes locais ao planejar e desenvolver as cidades, reconhecendo que um ambiente positivo para os moradores é essencial para atrair e satisfazer os turistas.

 

Atualmente, observamos a falta de estudo, parcerias e competência adequada no legislativo no setor do turismo por parte da nossa câmara municipal. Esta lacuna resulta em uma abordagem fragmentada e insuficiente para lidar com as necessidades e oportunidades do turismo em nossa cidade. É crucial que tenhamos representantes políticos comprometidos e capacitados para promover políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável do turismo em Teresópolis.

 

Além disso, é essencial valorizar o papel do associativismo empresarial, representado pelo Teresópolis Convention, na captação de eventos para a baixa temporada, promoção e fortalecimento do turismo local. A união e colaboração entre as empresas do setor são fundamentais para impulsionar o crescimento econômico e a competitividade de Teresópolis como destino turístico.

 

Um exemplo claro da importância do associativismo empresarial é a necessidade de preservar e promover a FEIRARTE - Feira de Artesanato, Artes, Gastronomia, Produtos de Confecções em Baixa Escala, Produtores Rurais, Variedades e Entretenimento de Teresópolis. Esta feira, tem por sua atribuição fomentar o turismo, desenvolver a classe artesã e artística e contribuir com o desenvolvimento econômico da cidade. Esta feira, que por décadas foi um símbolo da cultura e do artesanato local, está enfrentando desafios que podem comprometer sua preservação e relevância para a comunidade e para os visitantes.

 

Para os fins de entendimento deste artigo em relação a FEIRARTE considera-se:

 

I. Artesão: todo aquele que desenvolve uma atividade produtiva manual que resulte em objetos e artefatos acabados, com domínio total da técnica, podendo utilizar de ferramentas e maquinário, expressando habilidade, destreza, qualidade e criatividade.

 

II. Artesão de Customização: aquele que emprega de habilidades técnicas para estilizar algum produto industrializado. A Customização traz a compreensão de alteração da concepção das peças trabalhadas, expressando a criatividade artística do artesão e na peça.

 

III. Artista: a. Pintores: aqueles que empregam técnica através da aplicação de pigmentos para colorir uma superfície, atribuindo tons e texturas; b. Escultores: aqueles que se utilizam da arte de representar imagens plásticas em relevo total ou parcial em materiais indeterminados.

 

Mas, desde antes da minha gestão como secretário municipal de turismo, a FEIRARTE vem perdendo expositores que seguem o entendimento acima, perdendo assim toda sua identidade, cultura e aspecto social. A maioria dos produtos passaram a ser industrializados e de fora de Teresópolis e pior, ainda existe venda de produtos piratas, isso aí já é caso de polícia.

 

Nem vou entrar no mérito das barracas, seja no tamanho, localização, apresentação e segurança. E nem na regularização dos expositores junto a prefeitura, pois muitos ali presentes possuem padrinhos políticos e por isso a lei não é cobrada de forma igual para todos.

 

Outra questão que merece atenção é o oligopólio dos trenzinhos turísticos em Teresópolis. Atualmente, dois empresários detêm o controle total desse serviço, limitando a concorrência e prejudicando a diversidade e a qualidade das opções oferecidas aos turistas. É fundamental promover um ambiente de concorrência justa e incentivar a diversificação dos serviços turísticos oferecidos em nossa cidade. Fiscalização dos veículos e dos serviços oferecidos com objetivo de zelar pela segurança e definição de direitos e deveres.

 

Diante desses desafios, é essencial que as autoridades municipais, em parceria com o Teresópolis Convention e outras entidades empresariais, adotem uma abordagem mais proativa e colaborativa para promover o desenvolvimento do turismo de forma profissional em Teresópolis. Isso inclui a criação de incentivos para o empreendedorismo local, a preservação e promoção da cultura e do patrimônio histórico, e o estímulo à concorrência saudável e à diversificação dos serviços turísticos.

 

O momento de agir é agora. O futuro do turismo em Teresópolis depende de uma abordagem integrada e comprometida com o desenvolvimento sustentável, a preservação do patrimônio cultural e natural, o fortalecimento do associativismo empresarial e a escolha de políticos e futuros candidatos que possuam competência e ouvidos para esse setor tão importante para nossa Terê. Juntos, podemos construir um Teresópolis ainda mais próspero, inclusivo e vibrante para as gerações presentes e futuras.

 

Autor: Maurício Weichert – CEO

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

HUB de serviços

Desde que criei a 9.9, sempre vislumbrei a possibilidade de ter uma gama de produtos e serviços que tenham alguma sinergia, e que resolvem os problemas de vários. Conheça o www.linktree.com/Grupo9.9 Q

Commentaires


bottom of page